Em Miranda do Corvo foi detido mais um presumível incendiário

Até ao momento a PJ já deteve mais 50 pessoas por prática de fogo posto

0 273
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, procedeu à detenção de um homem, divorciado, desempregado, pela presumível prática de dois crimes de incêndio florestal em terreno povoado por mato, pinheiros e eucaliptos, tendo ardido, respetivamente, uma área de 4000 e 10 000 metros quadrados.

O primeiro incêndio ocorreu na noite de sábado para domingo, cerca das 2 horas, quando o detido se deslocava do local onde estivera a ingerir bebidas alcoólicas para a sua residência.

O segundo incêndio ocorreu no domingo, após o almoço, depois de ter ido ao café, no regresso a casa.

Estes incêndios ocorreram em Albarrol e Godinhela, no concelho de Miranda do Corvo, e foram ateados com um isqueiro pelo detido, sem que tenha conseguido explicar porque o fez, mas o seu comportamento parece resultar de um forte impulso para atear o fogo.

O detido, de 58 anos, vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

No corrente ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 53 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Loading...